Depoimentos

Minha experiência como árbitro em procedimentos arbitrais administrados pela CAMARB provaram-me que a Câmara certamente figura, em termos de qualidade de serviços oferecidos, entre as melhores instituições de arbitragem brasileiras. A Câmara conta com uma equipe de extrema diligência e competência, capitaneada, na administração mais direta dos procedimentos, pelo sempre atencioso Felipe Moraes, o que se faz notar desde os cuidados iniciais quando da indicação para atuação como árbitro até em atos mais complexos, como organização de audiências de grandes proporções. Entendo que o árbitro deve sempre ter em mente a preocupação, em respeito mesmo aos interesses das partes litigantes, de que haja fluidez na condução procedimento (a despeito da possível beligerância das Partes em causas mais aguerridas), e isso sempre sofre influência, em arbitragens institucionais, da agilidade e do know how dos integrantes da Câmara, bem como da qualidade do canal de comunicação que estabelecem com o Tribunal Arbitral, e é a excelência dessas características que tornam a experiência junto à CAMARB sempre agradável. Em benefício das Partes, para além de contarem com um tratamento de qualidade na condução dos procedimentos em que se veem envolvidas, em minha visão contam também com um Regulamento completo e seguro, o que repercute na qualidade dos Termos de Arbitragem firmados que tomam por ponto de partida a minuta padrão da Câmara. Não bastasse isso, a CAMARB sempre se encarrega de assegurar instalações adequadas para a realização das audiências dos casos que administra, ainda quando fora de sua sede principal.

Carlos Alberto Carmona

Sócio de Marques Rosado Toledo Cesar & Carmona Advogados. Co-autor da Lei de Arbitragem. Professor de Arbitragem da Universidade de São Paulo (USP).



Indicado para funcionar como árbitro em uma arbitragem administrada pela CAMARB, fiquei extremamente satisfeito ao conhecer o seu regulamento de arbitragem, ao nível dos melhores das mais importantes cortes internacionais do mundo, as instalações dessa câmara de arbitragem, criada e atuante em nosso país, tanto nas suas instalações em São Paulo com em sua sede em Belo Horizonte, e, mais do que isso, com a excelência da qualidade dos serviços profissionais prestados através de pessoal competente e altamente especializado.

Cláudio Santos

Advogado em Brasília. Ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça.



Como seu primeiro presidente, sou testemunha do notável desenvolvimento da CAMARB desde o seu nascimento, em 1997, como entidade sem finalidade lucrativa, dedicada à solução extrajudicial de litígios. Reconhecida no cenário nacional e internacional, a CAMARB tem contribuído decisivamente para a difusão e consolidação da arbitragem no Brasil, sendo atualmente uma das câmaras mais respeitadas do país. A experiência administrativa, o regulamento de arbitragem em consonância com as boas práticas do direito arbitral e os profissionais dedicados e qualificados que nela atuam atestam que o projeto se consolidou ao longo de seus quinze anos de existência, assegurando eficiência e segurança na administração dos procedimentos arbitrais submetidos à CAMARB.

Eduardo Grebler

Sócio de Grebler Advogados.



Considero a CAMARB uma das mais bem organizadas instituições de arbitragem, com qualidade igual à de instituições internacionais reconhecidas. O atendimento da Secretaria é esmerado, competente, rápido e muitíssimo profissional.

Fernando Serec

Sócio de Tozzini Freire Advogados.



“Acompanho a trajetória da CAMARB desde que as suas sementes foram plantadas e tenho muito orgulho de ter feito parte de sua trajetória de crescimento. Os bons frutos que se colhem hoje são resultado do trabalho sério e comprometido de equipes de trabalho se sucederam ao longo dos anos, que juntos contribuíram para a consolidação da CAMARB, considerada umas das melhores instituições arbitrais do pais. Qualidade da regras procedimentais, eficiência da secretaria e preços competitivos, colocam a câmara em posição de destaque no mercado nacional. Uma instituição que não mede esforços para atender às necessidades de seus usuários, prezando sempre pela eficiência na administração dos procedimentos conduzidos sob a sua égide.”

Flávia Bittar

Sócia de Grebler Advogados. Presidente do Comitê Brasileiro de Arbitragem (CBAr).



Tenho grande satisfação de atuar como árbitro no âmbito da CAMARB. Tive a honra de participar do evento que, há um lustro, inaugurava as suas atividades. Após isso, minha experiência com a CAMARB tem sido das melhores. Seu regulamento é preciso, atual e adequado à agilidade e eficiência da jurisdição arbitral, incorporando o estado da arte no Brasil e no exterior. Suas instalações são confortáveis e bem equipadas. A isso se soma uma composição de secretaria, Diretoria e Conselho gabaritados, experimentados. Não é gratuito, portanto, o fato da CAMARB estar entre as Câmaras Arbitrais mais reconhecidas e bem quistas entre os profissionais da arbitragem, não só na circunscrição mineira, mas crescendo no cenário nacional.

Floriano Peixoto de Azevedo Marques Neto

Sócio de Manesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques Sociedades de Advogados.



Foi na CAMARB que realizei minha primeira arbitragem, no início dos anos 2000, e, ao longo desse período, várias experiências me permitem comprovar a clareza de seu Regulamento, a eficiência e cordialidade dos funcionários e adequação de suas instalações, o que nos traz tranquilidade para indicarmos esse órgão arbitral, assim como temos a segurança de que haverá sempre respaldo para exercermos nossas funções ao longo do procedimento arbitral.

Francisco Maia Neto

Sócio de Francisco Maia & Associados e de Precisão Consultoria. Presidente da Comissão de Arbitragem da OAB/MG.



Nas diversas oportunidades em que atuei na CAMARB como árbitro, tive ótima impressão acerca de suas instalações e dos serviços de apoio, bem como da eficiência do procedimento institucional adotado.

Humberto Theodoro Júnior

Sócio de Humberto Theodoro Júnior Advogados Associados. Professor Titular de Processo Civil da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).



Já tive a oportunidade de atuar algumas vezes como árbitro na CAMARB. Ali encontrei todo o suporte administrativo necessário que me permitiu focar no que interessava às partes no procedimento, ou seja, a consecução normal do mesmo. Além disso, a CAMARB conta com um regulamento moderno e bastante flexível que confere bastante segurança às partes e aos árbitros. Tenho para mim que a CAMARB está sem dúvida dentre as melhores e mais eficientes instituições arbitrais brasileiras, posição que justificada e merecidamente ocupa.

José Emílio Nunes Pinto

Sócio de José Emílio Nunes Pinto Advogados. Vice-presidente da Corte Internacional de Arbitragem da Câmara de Comércio Internacional (CCI).



Do ponto de vista do advogado, a CAMARB se destaca por sua organização, um elemento imprescindível ao sucesso do procedimento arbitral. A disponibilidade e acessibilidade de sua Secretaria também em muito auxiliam os profissionais que atuam em procedimentos em trâmite na CAMARB. Além disso, o seu regulamento, bastante flexível, permite uma ampla autonomia às partes, que é, como se sabe, o fundamento da arbitragem. Não à toa, apesar de ter sua sede em Belo Horizonte, a CAMARB já expandiu ao Rio de Janeiro e São Paulo.

José Roberto de Castro Neves

Sócio de Ferro, Castro Neves, Daltro & Gomide Advogados.



Tive já a oportunidade de atuar em dois casos como árbitro perante a CAMARB e posso garantir que se trata de um centro de arbitragem de extrema qualidade, com modernas instalações, com um regulamento já testado em diversos casos, com um apoio administrativo e de secretaria eficiente. Além disso, as custas são adequadas e proporcionais permitindo às empresas uma excelente opção de custo-benefício no mercado nacional. Terei o máximo prazer em atuar em novos casos como árbitro ou como advogado perante a CAMARB.

Luciano Benetti Timm

Sócio de Carvalho, Machado e Timm Advogados. Vice-presidente do Comitê Brasileiro de Arbitragem (CBAr).



O painel arbitral que atua em procedimentos administrados pela CAMARB conta com todo o apoio e atenção de sua competente estrutura, quer seja em termos do suporte da secretaria para administração do procedimento, como quanto à estrutura necessária e adequada para a realização de audiências, cabendo ao Tribunal Arbitral se concentrar nas controvérsias apresentadas pelas Partes.

Luiz Fernando Alongi

Engenheiro civil. Sócio de AEQUITAS Mediação e Consultoria em Contratos de Infraestrutura Ltda.



Meu primeiro contato com a CAMARB coincidiu com minha estreia na arbitragem. Representando ente integrante da Administração Pública Indireta, em um período em que a arbitrabilidade subjetiva do Estado era ainda alvo de debates, pude experimentar o profissionalismo, correção e integridade dos trabalhos secretariados por esta Câmara que, somados à excelência profissional dos árbitros nomeados e a natureza flexível de seu Regulamento, permitiram que o processo se desenvolvesse a contento e determinaram minha satisfação para com os serviços oferecidos pela Câmara. Hoje, diante do contexto atual da arbitragem no Brasil, em que o legislador pátrio já explicitamente conferiu à Administração Pública o direito de se valer da arbitragem para dirimir conflitos, é com grande satisfação que percebo o esforço da CAMARB em identificar peculiaridades nos procedimentos de que o Estado participe, revelando sua preocupação em manter, também para estas arbitragens, o mesmo padrão de qualidade e eficiência com que tem trabalhado aos longo dos anos e que certamente justificam o destaque por ela conquistado no cenário da arbitragem nacional.

Melina Kurcgant

Advogada da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).



A CAMARB, acompanhando a experiência e o desenvolvimento da arbitragem no Brasil, conseguiu elaborar boas normas de procedimento, oferecer estrutura adequada, uma Secretaria com bons profissionais, contando ainda com Conselho e Diretoria compostos por profissionais experientes e conhecedores da Arbitragem. Tudo isso contribui para que hoje a CAMARB seja vista como uma das Câmaras de referência no cenário nacional, com excelência nos serviços prestados, o que pude perceber nos casos em que participei.

Pedro Batista Martins

Sócio de Batista Martins Advogados. Co-autor da Lei Brasileira de Arbitragem.



Minha atuação como árbitro, até hoje, verificou-se, na maioria das vezes, em processos instaurados perante a CAMARB. O primeiro deles, ainda no ano 2000, terá sido também um dos primeiros processos abertos pela CAMARB e, nele, como árbitro indicado por uma das partes, dividi com o saudoso Celso Barbi Filho, o outro co-árbitro, a indicação do Prof. Humberto Theodoro Junior para presidente do tribunal. Muitos anos mais tarde, numa reunião com empresários, ouvi de um deles, estrangeiro, elogiosa referência à arbitragem brasileira com a menção, a título de exemplo, exatamente do conhecimento que tivera desse processo. Valeu, nesse período todo, já superior a dez anos, ter tido o suporte administrativo da CAMARB, hoje em dia uma das câmaras mais bem aparelhadas, no Brasil, para dar suporte ao processo arbitral.

Raul de Araújo Filho

Sócio de Pinheiro, Mourão, Raso e Araújo Filho Advogados.



Participar de arbitragens na CAMARB, que possui um regulamento enxuto e eficaz, concedendo a flexibilidade para que as partes e tribunal arbitral moldem a arbitragem ao caso presente, à luz da legislação, além de outorgar a segurança consensual procurada pelas partes, contribui e incentiva a atuação diligente e pró-ativa dos árbitros. Estas características são fundamentais para atraírem todos os tipos de arbitragens, mas especialmente arbitragens complexas, entre elas as de obras de engenharia inclusive com setores da Administração Pública , como ocorre com frequência nas arbitragens da CAMARB. A CAMARB, desde que iniciamos a pesquisa anual referente aos valores envolvidos em arbitragens no Brasil, há cinco anos, integra o rol das maiores e mais importantes Câmaras de Arbitragem, pois tem sob sua administração demandas de valores elevados e complexidade comparável às arbitragens internacionais.

Selma Ferreira Lemes

Sócia de Selma Lemes Advogados. Co-autora da Lei Brasileira de Arbitragem. Membro Brasileiro da Corte Internacional de Arbitragem da Câmara de Comércio Internacional (CCI).